1º de outubro – Dia Pan-Americano do Vendedor

Comemoração

No dia 1° de Outubro o Sindicato dos empregados vendedores do comércio do Estado de São Paulo homenageia você vendedor, consultor anonimo do progresso do país.
O Brasil depende muito do seu talento e dedicação para a construção de uma nação cada vez mais forte.
Estamos caminhando juntos com você para o desenvolvimento e o cumprimento pleno de nossa missão, vencendo a cada dia nossos desafios com a convicção da vitória parabéns e um abraço a todos.


A ti, vendedor

No princípio, a égua-madrinha vinha à frente, anunciando a tropa. Lá vinha, pela estrada poeirenta, o almocreve.

Uma encomenda de uma peça de tecido aqui, duas dúzias de chapéu coco para o armazém ali, uma caixa de bala para o coronel.

Tudo entregue e, de novo, pela estrada poeirenta, lá vai o almocreve seguindo seu caminho.

Depois, veio o mascate.

A seda é a melhor da China, garante ele. Botões de madrepérola, asseguro. Foi o melhor óleo de cabelo que consegui na praça. E o linho é 120 Taylor, pode ficar tranquilo.

No encontro transformado em amizade, o velho mascate, de pesadas malas às costas, visitava cidades, vilas, povoados, fazendas distantes, distantes distâncias.

As estradas foram asfaltadas. Os vizinhos se aproximaram tanto, que os caminhos foram encurtados.

O almocreve sumiu. Sumiu o mascate. Nasceu o viajante. Surgiu o Vendedor.

A peça de tecido foi substituída pelo trator. A caixa de bala, pela máquina de escrever. Os botões de madrepérola são computadores comercializados nos grandes centros.

Mas o ideal é o mesmo. Se há compradores, é necessário você, Vendedor.

E, na dura estrada da vida, continuas cruzando os caminhos, atendendo com o mesmo sorriso a todos, lembrando toda uma tradição que se moderniza, mas não pode deixar de existir.

A ti, Vendedor, nossa homenagem.

Wilson Maux (1937-2011) foi jornalista, poeta, professor e escritor.

WhatsApp chat